Selecione:

Pesquisar produtos:

 

Itens de sua compra
0 itens | Total: R$ 0,00

Nossas Coleções
  ::Antropologia
  ::Ciências Cognitivas
  ::Ciências da Economia
  ::Ciências da Linguagem
  ::Ciências da Religião
  ::Ciências da Saúde
  ::Ciências da Terra
  ::Ciências Exatas
  ::Ciências Humanas
  ::Ciências Jurídicas
  ::Comunicação
  ::Crítica Literária
  ::Direito
  ::Educação
  ::Educação Física
  ::Filosofia
  ::Filosofia das Ciências
  ::Física
  ::História
  ::Informática
  ::Metodologia
  ::Psicologia
  ::Sociologia
a

 Home » Epistemologia & Sociedade » Filosofia


O Homem Artifício
ISBN: 9789727711673
Autor: Dominique Bourg
Ano da Edição: 1999
Disponibilidade: Disponível
Peso: 0,490 kg
Formato: 23,50 x 16 x 2,30
N.º Páginas: 338
Por R$ 73,60 à vista
 
 
 
Detalhes do produto Formas de Pagamento
A técnica pode ser uma coisa má, uma cilada e uma devastação, uma falsa natureza que pretende substituir a verdadeira, desejos fabricados substituindo alegrias reais, artifícios, miragens e parecenças que manipulam os corpos e destroem as almas. Tudo isto foi-nos muitas vezes repetido. A multiplicação das máquinas, a exploração das energias, a industrialização da alimentação, a transformação das espécies vivas, entre outros traços, como sinais de catástrofes irremediáveis. Dominique Bourg critica metodicamente o conjunto destes lugares comuns. Sublinha-lhes os excessos e os impasses, tanto em Heidegger como em Jacques Ellul, por exemplo, de uma maneira bastante dura. O seu trabalho é preciso, claro, marcado pelo bom senso. Felizmente que a técnica existe! Esta é a sua primeira constatação. O ponto central da sua argumentação é , em simultâneo, muito simples e muito forte: sem técnica não há humanidade. É no meio dos utensílios e das transformações do seu meio ambiente que o Homem se produz a si próprio. Animal tão fabricante quanto político ou falante. O interesse desta afirmação está no dar à técnica o seu lugar primordial e fundador na própria existência do homem. O Artifício é essencial e fundador: é fazendo que o homem se faz. O importante está em ver que a existência humana é inseparável deste fazer e não saberia conceber-se sem ele. No entanto esta afirmação não interdita de forma alguma a denúncia dos riscos industriais e o alertar para uma prevenção contra as catástrofes que nos atentam. Dominique Bourg conclui que o antropocentrismo é o horizonte inultrapassável das nossas análises e das nossas decisões. DOMINIQUE BOURG, filósofo e redactor da revista Esprit, autor de várias obras, das quais o Instituto Piaget editou Sentimentos da Natureza e Natureza e Técnica.
R$ 73,60
R$ 73,60
PagSeguro
Todos os Cartões de Crédito

À vista  -  R$ 73,60
02x - R$ 38,28
03x - R$ 26,03
04x - R$ 19,91
05x - R$ 16,24
06x - R$ 13,81
07x - R$ 12,07
08x - R$ 10,77
 


 
FORMAS DE PAGAMENTO:
 

 

-
Atendimento: (11) 31057239
 (11) 31057239
Rua Francisca Miquelina 140. 01316000São PauloSP
E-mail: dulce@ipiageteditora.com.br